BabyTime


Há muito, muito tempo que queria experimentar fazer Glamping, tenho uns quantos locais guardados, mas por uma série de circunstâncias e distância nunca se deu. Cada vez mais aceito que as coisas acontecem quando tem que ser. Aconteceu este fim de semana e, como já previa, adorámos experiência e do local.





Sou uma pessoa prática, gosto de escapadinhas com liberdade e sem demasiada etiqueta e na verdade e estou e estamos habituados a campismo, até daquele mas selvagem, talvez por isso tenha sido desafiada a visitar o Vale Paraíso Natur Park, na Nazaré, e conhecer as novas tendas Glamping, acabadas de inaugurar. São tão giras, sabem aquela sensação de dormir na cabaninha da árvore? É parecido mas em versão tenda super equipada e com muito conforto. 

Não imaginam a alegria do Duarte quanto lhe disse que iamos dormir numa tenda no meio das árvores! Fica apenas a 1h30 de Lisboa e não tem só Glampings, também há Bungallows, apartamentos, alveolos... é um parque de campismo com boas infraestruturas e muito bem inserido no meio da natureza.






As tendas dão para famílias de 4 ou 6. Têm uma cama de casal em baixo e outra no piso superior. As de 6 pessoas têm um beliche extra. O espaço, estudado ao pormenor, tem ainda kitchenette e WC privado e não partilhado como na maioria dos locais com glampings, com crianças pequenas atrás é um fator decisivo.  E como melhor postal de acolhimento, uma varanda com o mar no horizonte. Tudo isto numa decoração completamente alinhada com a natureza.



Beliche


Quarto de casal


Quarto superior (acesso por escada e tem rede protetora para as crianças)



Para os mais receosos com este tipo de experiências diferentes, há tem aquecimento, ar condicionado, Wi-fi, estacionamento privado, 
máquina de café e torradeira. Há noite sabe bem ligar o aquecimento para maior conforto, afinal de contas, é uma tenda real!

O que fazer?

Se não quiserem sair de lá, há piscina para adultos, piscina pra crianças e parque infantil! O bar também tem um playgorund para os mais novos que resulta muito bem pois podemos almoçar ou jantar descansados enquanto eles brincam e fazem amigos de outras nacionalidades. Também há campo de futebol e bicicletas para alugar.








Fora do parque também estamos a um pulinho do Sítio da Nazaré que oferece uma das melhores paisagens de Portugal.  





Uma das perguntas que mais me fizeram é se recomento ir com crianças (incluindo bebés) ou se acho que é mais para casais? Honestamente acho que ambas as situações. Se forem como casal vão em modo "amor e uma cabana", se forem com filhos eles vão adorar a experiência, mesmo os mais pequeninos (o Xavier divertiu-se a apanhar pinhas e ver pássaros). O ambiente é muito calmo e descontraído! Além disso, hoje, para a despedida até vimos um esquilo a trepar um pinheiro e posteriormente a saltar de galho em galho - o Duarte não tirava os olhos do topo!!

Um experiência gira, para voltar!!!



Beijinhos
Não comprei presente para nenhum porque na realidade não precisam de nada e não gosto que tenham  mais do que aquilo que é preciso. Por isso, estamos a pensar levá-los a passear onde calhar. Deixo-vos abaixo  atividades grátis que vão decorrer um pouco por todo o país para se inspirarem!

1.MAAT



Nos dias 1 e 2 de junho, visitas grátis ao museu (edifícios MAAT e Central Tejo) e muitas atividades para toda a família.
Vai também ser possível visitar duas vezes por dia, às 12 e às 16 horas, o percurso secreto da Central Tejo, zona habitualmente encerrada ao público, e descobrir a história desta fábrica que já iluminou Lisboa.


2.AQUASHOW PARK

Para comemorar o Dia Mundial da Criança, no próximo sábado, 1 de junho, o parque Aquashow oferece o bilhete a todas as crianças com idade até aos 10 anos. Quem estiver pelo Algarve com filhos, é aproveitar!




3.MUSEU DO ORIENTE

 
O Museu do Oriente assinala o Dia Mundial da Criança, com oficinas para os mais novos. No dia 1 de Junho, a entrada no museu é gratuita.
 
Para famílias com bebés até aos 12 meses, realiza-se no sábado,  às 11.30, o ateliê “Caixas, Caixinhas e Caixotes”. De diferentes tamanhos e formas, para empilhar, guardar ou espreitar para divertidas surpresas encontrar.



4. QUINTA PEDAGÓGICA DOS OLIVAIS

É um passeio que nunca desilude e podem levar lanche e fazer pic nic ao pé dos animais!
 
Beijinhos

Sempre tive contacto com a natureza e o que ela nos dá. O meu avô paterno era caseiro numa quinta cheia de animais e o meu avô materno era maquinista numa grande herdade agrícola. Tive a infância que gostava que os meus filhos tivessem – e sempre que posso – é isso que lhes dou. É importante sair das páginas dos livros, ver para lá dos ecrãs dos tablets, conhecer a origem das coisas e apalpar o mundo. 

Com um tive a sorte de dar biberão a borregos bebés, de ver nascer cabrinhas, de sentir o pelo macio dos coelhos, alimentar pombos-correio, com o outro, de explorar searas de trigo, pomares e hortas. Apanhar a fruta da árvore e comer. Subir oliveiras. Abanar amendoeiras. Cheirar limões. Encher o balde de tomates e pepinos. Brincar com as minhocas da terra. Ver, sentir, cheirar, tocar, Não tive uma infância de cimento e sinto-me privilegiada por isso.  

Como vivemos numa zona rural, os meus filhos conseguem ter um pouco dessa realidade e esse contacto com os elementos, embora não seja igual à minha infância. 

Este fim de semana estivemos no Algarve, em Algoz, a convite do Lidl, para um sábado muito especial no laranjal para conhecer in loco um dos produtores de citrinos do Lidl








O Lidl tem um compromisso de apoio à produção nacional e é por isso que podemos encontrar nas lojas citrinos do Algarve - laranja, clementina e limão - com certificado IGP. E além disso, todos sabemos que não há laranjas docinhas como as do Algarve.



[a nossa colheita]

É bom saber a origem das nossas escolhas e o que damos aos nossos filhos. Foi divertido levar os miúdos ao laranjal e deixá-los explorar o terreno. No final, tivemos um almoço muito especial, em jeito de pic nic, no meio do pomar (uma ideia tão gira!). O menu do almoço teve como base nada mais nada menos do que as laranjas do Algarve e estava ótimo!




Carpacio de laranja com cebola e presunto

 
Salmão com molho de laranja e ervas


Bolo de laranja com topping de chocolate


Pera com laranja e anis


Foi muito giro (e saboroso!) e ficámos a saber que os citrinos do Algarve que podemos encontrar no Lidl tem um sistema de distribuição diária para garantir a maior frescura possível. 


Beijinhos



E finalmente aconteceu!

Ontem até verti uma lágrima quando recebi a foto a escola e fiquei assim um bocadinho triste por não estar ao pé dele. Coisas de mãe. 

Partilhei a foto com o pai que também ficou comovido e lamechas. É só um dente, mas é um marco na infância dele.

O miúdo andava há meses a fio a desejar este momento. Os amigos já perderam os primeiros dentes há meses e ele que com 12 meses ainda não tinha dentes tinha este tão desejado marco em "atraso". 

Mas isto de cair o primeiro dente tem muito que se lhe diga… na noite anterior já abanava tanto que ele começou a ficar muito ansioso. Quase nem comeu com medo de se aleijar e quase nem queria adormecer com medo de o engolir durante o sono e não vir a fada dos dentes. E o medo da dor? Estava tão inseguro no meio da sua vontade. Perdido entre o querer e o não querer.

O pai inventou à pressão uma história de que os dentes são como os frutos, só caiem quando já estão muito maduros e não aleijam o tronco da árvore para poder dar lugar a outro fruto novo. Acalmou-se.

E assim foi. De manhã quando saiu do banho disse-me "mãe, acho que vai cair hoje na escola, não achas?"

- Acho filho, e vais ficar crescido como os teus amigos!

[ e assim foi ]

Mal cheguei a casa corri para lhe apertar as bochechas e ver o novo sorriso, que para mim, é sempre o mais bonito dos meus dias!


[a quem ajudou na procura pela caixinha para guardar os dentes de leite, encontrei aqui, aqui e aqui ]