0

#ESCOLHI "O" CARRINHO COM VISÃO DE FUTURO!

01 agosto 2018


Mudámos de carrinho mesmo antes de ir de férias e não podia estar mais contente com a escolha. 
Já tinha aqui manifestado a vontade de mudar de carrinho pois o nosso tornou-se volumoso para as tralhas de dois filhos, sobretudo porque o Duarte não prescinde da bicicleta e eu não sei viajar sem levar uma casa às costas. Além disso o nosso já tinha uns anos e o sistema de fecho estava a acusar desgaste. Fez muitos km de passeio!

Inicialmente estava inclinada para um Quinny Zapp (que acho super compacto) e é uma marca que sempre gostei, mas a escolha acabou por ser um Bebéconfort Laika. É um novo modelo que não conhecia e onde, após muitas pesquisas online, encontrei todas as características que procurava: conforto, dimensão reduzida, peso leve, ser compatível com o babycoque, reclinável e o que mais gostei: ser um misto de carrinho urbano x carrinho bengala, ou seja, é um carrinho com visão de futuro, para usar na boa até aos 3.5 anos (não terei que comprar mais nenhum para mais tarde). Além de que se abre e fecha tipo leque com apenas um click. É acima de tudo prático e isso combina comigo! Encontrar um carrinho que "casa" com o nosso lifestyle é meio caminho andado para o sucesso.



Percebo bem a missão complicada que os pais têm para encontrar o carrinho ideal (been there) e quando me perguntam que carrinho escolhi a verdade é que não consigo despejar apenas a marca e o modelo pois dentro da mesma marca pode haver um modelo mais adequado para o estilo de vida que pretendem fazer com o bebé. Com base na minha experiência de mãe, gosto de fazer perceber que há muitos factores a ter em conta e por isso resolvi partilhar este meu achado e aproveitar para deixar algumas dicas para quem está neste momento à procura do carrinho ideal. Muitas vezes olhamos só para o design (que se quer giro) mas esquecemo-nos do resto.



DICAS PARA A ESCOLHA DO CARRINHO CERTO:


1. Budget: definir um orçamento é o passo base para começarem a procurar.

 
2. Espaço: analisar o espaço disponível para transportar/arrumar o carrinho, quer em casa quer na mala do carro (onde ele vai andar muitas vezes).


3. Utilização: perceber se a utilização vai ser mais citadina ou rural. Para o meio cosmopolita um carrinho com rodas pequenas e duras serve na perfeição, porém se viverem no campo ou se pretendem fazer muitos passeios ou caminhadas, talvez seja melhor optarem por um carrinho de rodas grandes com câmara de ar.  


4. Peso: o peso do carrinho é um factor muito importante, sobretudo para as mamãs que o vão carregar mais vezes pois são quem acaba por estar mais tempo com os bebés nos primeiros meses de vida. Um carrinho pesado pode dar umas valentes dor de costas.


5. Ver vídeos: vejo sempre reviews e opiniões antes de escolher, um bem haja ao Youtube.


6. Lifestyle: escolher o carrinho de acordo com o nosso lifestyle é para mim a dica mais importante de todas e a mais difícil pois antes de sermos mães não fazemos ideia de como é a experiência de utilização de um carrinho, fazemos a escolha com base em suposições. Por isso, a minha sugestão é que ponderem bem todos os aspectos acima antes de avançar. Eu saio quase todos os dias com o Xavier, para mim é impensável ter um carrinho pesado e que requer muitas manobras para montar/desmontar, procuro sempre uma solução prática e leve e foi o que encontrei com este modelo.


Aproveito para vos deixar um vídeo onde podem ver todos os pormenores:



Espero que vos tenha sido útil!

Beijos 
 

Sem comentários

Enviar um comentário