0

#SNEAK PEAK: NOVIDADES IKEA 2018!

02 agosto 2017

A semana passada partilhei convosco via Instagram, num momento de saudade do meu avô, a história da minha casa. O feedback e carinho que recebi foi tanto que até fiquei sem jeito, já disse publicamente que não esperava (e não esperava mesmo!). Simplesmente agarrei os limões que a vida me deu e fiz limonada, passando o clichê. Vi potencial em transformar o barracão em "nenhures" numa moradia de dois pisos e atirei-me de cabeça. Costumo dizer a brincar que ter casa paga é o meu Euromilhões.

Perdi algumas lutas no caminho, tive que ceder nas principais alterações, como subir a altura do loft (o que dava muito jeito nos quartos) mas não desisti até materializar a ideia e a obra estar de pé. Eliminaram-se muros, ergueram-se divisões, criaram-se portas e janelas, alteraram-se planos, fizeram-se ajustes de última hora e no espaço de um ano, com muitos atrasos do construtor, nervos à mistura e alguns constrangimentos inerentes a "fazer obras" mudámo-nos, finalmente, para cá, a 28 de dezembro de 2011, prontos para receber 2012 já no nosso espaço. 

O mérito da transformação do "barracão" em casa não é meu, esses créditos pertencem ao arquiteto, prometo em breve mostra-la um bocadinho melhor. A forma como aproveitamos a vida nela e a mensagem que transmite, isso sim, pertence-nos.  Uma casa é um projeto de vida e para a vida. É uma extensão da nossa personalidade que se transmite pela decoração, forma de estar e hábitos criados. Com a mudança para esta casa maior descobri também o meu bichinho pela decoração, pela adaptação de espaços e pelo constante aperfeiçoamento de soluções e muito sinceramente, acho que nunca a vou considerar acabada.

Não consigo ter uma decoração estática, não consigo comprar peças caras e feitas para durar uma vida porque faz parte de mim esta vontade constante de mudança e renovação.  De tempos em tempos gosto de lhe vestir roupa nova, mesmo que seja só através de detalhes simples como mudar a disposição da sala, pintar uma parede, trocar os objetos de sitio ou apostar num móvel novo. Sou assim irrequieta por natureza, cuido da imagem da casa como cuido de mim e adoro ver tendências e novidades. Talvez seja por isso que cada vez mais tenho uma casa Ikea, mas que ainda assim não é igual a nenhuma outra, porque existe sempre aquele toque pessoal que damos a cada peça. 

Na segunda-feira tive oportunidade de conhecer, em antecipação, o novo catálogo Ikea 2018, que chega às lojas a 24 de agosto com o tema “Mais espaço para a vida”. Para quem partilha este bichinho da decoração e esta vaidade pelo lar, é impossível não olhar para as peças novas e não as desejar ou não estar já a pensar em alguns updates. Por isso, em jeito de sneak peak, deixo-vos espreitar um bocadinho do que aí vem (algumas peças icónicas vão estar com preços mais baixos): 






Sou apaixonada por esta poltrona mostarda que vai estar 20€ mais barata no lançamento do catálogo, só ainda não sei onde a colocar, mas lá chegarei.   


Para o fim, deixo uma última novidade: a Ikea vai permitir que o catálogo seja personalizado com uma foto de família. Para isso, basta visitarem uma loja entre 25 de Agosto e 24 de Setembro (sextas-feiras, sábados e domingos) e posar no cenário com a mobília da capa, tal e qual como fiz no dia do evento de lançamento:


Beijos,

Sem comentários

Enviar um comentário