0

#9 COISAS QUE AS MÃES FAZEM QUANDO OS FILHOS VÃO DE FÉRIAS!

05 julho 2017

 

Quem me segue no instagram já percebeu que esta semana estou sem cria no ninho. Mandamo-lo uma semana de férias com os avós – eles adoram e ele aproveita para ser mimado até mais não (logo no primeiro dia de praia mandou abaixo uma Bola de Berlim s/ creme e um Magnum branco, assim, sem dó nem piedade). Nota mental: rever a tabela dos açucares com os sogros, sem ferir suscetibilidades! 

Gosto sempre de me fazer de fortalhona e de mãe moderna que-dá-espaço-à-cria-para-voar, mas até efetivamente o deixar ir ando ali a arranjar desculpas para atrasar a ida e com o coração a mirrar. À conta disso, só o fui levar domingo à noite e tive que atravessar a 25 de abril em plena hora de caos quando todos regressavam da praia. Isto do desapego não é fácil, a casa parece que não é a nossa casa sem ele, o meu acordar não é o mesmo sem ele (ainda hoje, ainda bêbeda de sono, olhei para a cama convencida que ele lá estava enfiado na minha almofada), o carro de manhã parece vazio e existe um silencio raro (bom e mau) a toda a hora. 

Mas, por falar em bom, nem tudo é dor e saudade, também há espaço para aproveitar a única semana do ano em que volto a ser “eu” sem “apêndice”. Vai daí, mesmo a trabalhar, a pessoa aproveita a folga da cria para fazer as mil coisas de que se priva ao longo do ano, tipo não fazer jantar, comer bolachas de água e sal com manteiga, mandar o Disney Channel para o espaço, ir buscar os livros à estante, mudar a decoração da sala, ir aos saldos depois do trabalho sem ter que ir a correr para a creche, sair para jantar a dois, marcar aquele jantar de amigas sem logística de garantir babysitter, ir para o closet experimentar roupas só porque sim, relaxar na sala e dormir muito - o que der na gana! 

Confessem lá que, depois da tempestade de os deixarmos ir (e olhem que aqui a fortalhona não escapou às lagrimas e ao nariz inchado do choro), não sabe bem fazer as 9 coisas abaixo: 


1.     Dormir, dormir, dormir…

Lembram-se quando em tempos longínquos podiamos dormir a qualquer hora? Sem ter que planear jantar, banhos, cambalhotas, desenhos animados, biberão e bed time story? Esta é a semana livre de rotinas, o que significa que podemos dormir quando nos der na telha, sem precisar de ficar com um olho aberto e outro fechado em alerta para o que os miudos estão a fazer. Há melhor coisa para repor as energias? (check)

2.     Take-over da sala!  

Adeus brinquedos no chão da sala, adeus canal Panda, pista de carros no tapete. Olá chaise longe, comando da TV e Fox Life! A sala é nossa!!! (check)


3.      O merecido jantar sem crianças

Hora de ir finalmente conhecer aquele restaurante top ou ir ao roof top da moda a horas tardias, sem ter que escolher em função de ter menu infantil ou espaço kids. É precisamente quando estamos sem os filhos que devemos aproveitar para um bom vinho e boa música. (check)


4.      Aproveitar a casa!

Porque não fazer uma mudanças? Aproveitar o raro tempo livre para cuidar de detalhes e organizar gavetas, separar roupa para doar, separar os brinquedos em desuso, e até mesmo mudar a disposição de algumas zona da casa (é o que tenho andado a fazer nos últimos dias, em breve mostro). E já agora, enquanto isso acender uma vela, ligar a TV, sintonizar o Trace e deixar a música invadir a casa. Adeus Sara Pirata, olá Drake. (check)


5.      Sair com as amigas

Nada (ou quase nada) é melhor para relaxar o stress do dia a dia do que um bom jantar de amigas acompanhado por um bom vinho. Mesmo que seja para falar de privação do sono, desfralde,  educadoras, traquineces dos miúdos, vale tudo, o tempo é nosso! 


6.      Comer sem regras

Estamos sempre a dar o exemplo da sopa, da fruta, de "nada de comer porcarias antes de jantar". Esta é a semana em que podemos esquecer a etiqueta e as dietas e comemos o que quisermos e quando nos apetecer, até gelado antes de ir para a cama. Ah, é tão bom quebrar regras!


7.     Sair para passear

Há quanto tempo não vão ao cinema assistir a um filme para M/12 anos? Ou ao Teatro, ou aos saldos sem ter medo de perder a cria nos provadores ou no meio da roupa? Ah, que liberdade!


8.     Ir (mais vezes) ao ginásio 

Aproveitar o horario alargado sem filhos para ir experimentar aulas novas ou ir relaxar ao Spa depois do treino sem ter que ir a correr para casa para ainda fazer a marmita do dia seguinte antes da hora de deitar a cria. Ou fazer aquela corrida extra aula para descomprimir, só porque sim. O spa do Virgin Active estava tão bom ontem! 


9.      Pensar nos filhos

E chorar com saudades (check)! Acordar de manhã e ficar na cama a ver as fotos que os avós mandaram pelo whats app, ver as últimas fotos tiradas nas férias, rever o feed do instagram para baixo e para cima e ser feliz porque ele(s) existe(m). Morrer de saudades logo a seguir. 


É isto, a #vidabipolardeumamãe.
 

Sem comentários

Enviar um comentário