0

#MÃEZICES: TEMOS UMA ESPÉCIE DE AMULETO!

28 setembro 2017


Quando o Duarte era bebé sempre namorei os colares da We Love Ambar, nessa fase pelo lado calmante e protetor, pois são conhecidos por ajudar a aliviar os sintomas associados ao aparecimento da fase da dentição, mas nunca cheguei a comprar porque o miúdo resolveu ser desdentado até completar 1 ano e a partir de aí saltaram que nem pipocas sem grande drama. 

Os mordedores e o gel para as gengivas felizmente ficaram quase intactos. Teve “só” uma otite daquelas que nunca se sabe bem se foi dos dentes ou da natação. Mas tenho amigas que usaram nos filhos e recomendam. Não há nada como experimentar e além disso são peças bem giras - pessoalmente gosto bastante de ver os bebés com estes colares.

E, vaidosa que sou, claro que estes acessórios nunca me saíram da cabeça! Comecei a namorá-los posteriormente pelo lado estético, gosto do âmbar, da cor mel, de serem feitos a partir de um elemento natural e sobretudo por serem seguros. O Duarte adora usar fios, mas não fico descansada com todos, também tenho aquelas paranoias das mães de que o fecho e o material têm que ser seguros. Por exemplo, sabiam que os acessórios da We Love Ambar têm fecho popup e o fio tem sempre um nó entre cada conta? Assim, em caso de rutura, apenas uma cai.

Por isso, este verão decidi finalmente comprar para o Duarte um colar super giro e uma pulseira de âmbar. E, como não posso ver nada, resolvi comprar também para mim a pulseira para fazermos matchy-matchy. Já que existem poucas coisas comuns que podemos conjugar, um acessório pareceu-me uma escolha fofinha.  

Conclusão, as pulseiras são tão giras e confortáveis que nunca mais as tirámos, nem para dormir, nem para tomar banho, já fazem parte de nós e da nossa relação de mãe e filho. Ele acha piada, como se fosse (mais) um elo de ligação nosso. E, além disso, disse-lhe que serve para o proteger quando estou longe e ele sentiu-se confiante (nada como um bom argumento da pessoa em quem mais confiam). É a nossa espécie de amuleto e tem sido útil para ele ser valente na adaptação à nova escola e a todas as novidades que o rodeiam e que lhe causam ansiedade. 


O que até nem está de todo errado, pois os principais efeitos são do âmbar do báltico são

- Calmante natural (tem piada, larguei a medicação da ansiedade desde que o uso, coincidência ou não, efeito placebo ou não, dá que pensar…)
- Analgésico e anti-inflamatório natural 
- Estimula e melhora o sistema imunitário 
- Alivia os sintomas associados ao aparecimento da fase da dentição 
- Funciona também como um protector energético

Porque é que estes benefícios estão associados ao âmbar? 

O verdadeiro âmbar do báltico tem na sua constituição um óleo essencial denominado de succinite, que quando em contacto com a pele tem um poder homeopático. E eu que sempre que posso recorro a estas alternativas e às opções naturais acho que pode ter o seu fundamento. 

E por aí, gostam? São utilizadoras? 

Se sim, fiquem atentas pois em breve vai sair um passatempo!

Beijos,

Sem comentários

Enviar um comentário