0

#4 ANOS: A IDADE DA PIRRAÇA?

24 abril 2017



Ser mãe de um rapaz de 4 anos é ter dias tão imprevisíveis quanto o Benfica conseguir ganhar o campeonato este ano. É viver na corda bamba entre dias muito bons ou dias apocalíticos. É ter birras de efeito “caixinha de surpresa”, como se estivéssemos a assistir a um espetáculo de magia onde nunca sabemos se o mágico vai tirar uma pomba mansa da cartola ou uma lebre brava. Esta birras são uma espécie de versão melhorada dos terrible two com o vasto vocabulário adquirido durante os 3 anos e o plus do poder de argumentação dos 4 anos. 

Quem tem filhos nesta fase sabe certamente do que falo, uns dias são uns doces, enchem-nos de beijos e dizem frases carinhosas que nos deixam a babar por mais, outros dizem que somos más e batem o pé porque já não são nossos amigos. Recriam connosco os mesmos amuos que têm com os amigos da escola, como se de repente também tivéssemos 4 anos e quiséssemos muito ganhar a bicicleta. Tenho para mim que esta é mesmo a idade da pirraça, envolta numa tentativa de afirmação da personalidade, onde tudo é alvo de contestação (a temperatura do leite, a disposição dos brinquedos, a cor da escova de dentes, a mãe que acabou de comer a sopa primeiro, o pai que fez mais golos do que ele e por aí fora). E como é feita essa contestação? Com cara amuada 70% das vezes ou com pequenas crises de choro forçado dignas de uma aula de expressão dramática. 

E assim, para quem ainda não chegou lá, vou explicar resumidamente como são as birras dos 4 anos comparando-as a um mini teste de personalidade, sendo que todas as respostas são válidas e não existe um padrão fixo. A conclusão final é só uma: eles gostam de nos desafiar, fazendo pirraça! 

Na hora de…
Acordar:
A) Bem-disposto e falador
B) Zangado, de olhos franzidos e de mal com a vida
C) Acorda bem, mas o leite com chocolate tava mais para o quente ao invés de morno e é melhor chorar

Vestir:
A) A mãe veste e nem liga à roupa
B) Faz um drama porque a t-shirt pica
C) Quer levar a t-shirt da patrulha pata 5 dias da semana e como não pode, chora!

Comer:
A) Pede sopa e elogia dizendo que tava muito boa
B) Brinca com a comida durante 30m e diz que está cheio
C) Bate o pé para não ir para a mesa, vai para a mesa obrigado e chora enquanto decora quantos retângulos tem o tapete

Ficar na escola de manhã:
A) Corre para o melhor amigo e desatar a brincar
B) Amua no corredor porque não quer ficar na escola
C) Faz birra ao fim do dia porque não quer ir embora da escola

Brincar:
A) Pinta, escreve, joga futebol e canta enquanto se diverte sozinho
B) Chama mãe ou pai de minuto a minuto para confirmarmos que o lapis amarelo está mesmo a pintar amarelo 
C) Chora porque Blaze quer passar o dia todo a brincar e a mae e o pai têm outras tarefas

Tomar banho:
A) Nunca quer
B) Nunca quer
C) Nunca quer
D) Depois de estar na banheira chora porque não quer sair

Deitar:
A) Tem alergia crónica à cama e bate o pé na sala
B) Quer sempre brincar mais 5 minutos
C) Pede para ir para a cama em 1% das noites

Claro que, tirando estes pequenos grandes detalhes ou mesmo com todos estes grandes detalhes, continua a ser maravilhoso ser mãe deste aprendiz que ultimamente só quer escrever e fazer contas. Será para melhorar a argumentação nas birras? Temo que, com tanto gosto pela escrita, qualquer dia começe a colocá-las por escrito. 


Fotos: Canon M10 | Look Duarte: Zippy 

Sem comentários

Enviar um comentário