1

#Bons Hábitos - DIY

14 março 2016

Screenshot_2016-03-10-12-25-37-2


Não me lembro de em miúda ter tido muitos livros infantis para além dos da “Anita”. A minha avó paterna sempre foi óptima a inventar histórias (e ainda hoje o é para o Duarte), mas a verdade é que não tenho muitas recordações de infância com livros. O Duarte teve o primeiro livro aos 6 meses, daqueles em tecido que se prendem ao carrinho de passeio e que basicamente servem para aliviar as gengivas, mas mostrou logo um grande interesse face aos outros brinquedos. Com 1 ano e meio já queria folhear trapalhadamente os livros e sempre foi algo que lhe despertou muita atenção. A partir daí, ganhei o hábito de lhe comprar livros para as várias etapas de crescimento com regularidade e quase a chegar aos 2 anos fizemos-lhe a primeira biblioteca no quartinho dele, inspirada no estilo nórdico, com estas prateleiras para molduras do IKEA e um kit de letras comprado na loja chinesa. Tem sido um sucesso, é um dos espaços que ele mais gosta no quarto dele e não há dias sem leitura de histórias.


A semana passada ao trocar impressões sobre o comportamento dele com a educadora (e acreditem, tenho um rapazolas bem reguila) ela confidenciou-me que ele pede bastante para ir à zona da biblioteca no colégio, que é um dos seus sítios preferidos. Também notamos que em casa não só nos pede para lermos histórias como já quer ser ele a conta-las. É certo que ele ter o gosto natural por livros ajuda muito, mas acredito que o nosso trabalho enquanto pais de promover a leitura e de lhe termos criado um espaço de leitura também está a dar frutos.


Fica a dica, é algo muito simples que podem montar nos quartinhos deles. A nossa já precisava de ser maior :)

1 comentário

  1. […] deste post onde falei sobre a organização e disposição dos livros do Duarte? Pois bem, a coleção […]

    ResponderEliminar