BabyTime: #DICAS PARA VISITAR AS BERLENGAS COM CRIANÇAS
0

#DICAS PARA VISITAR AS BERLENGAS COM CRIANÇAS

21 agosto 2019



No sábado fizemos o passeio às Berlengas, em Peniche, e vale muito a pena! Na verdade já lá tinha ido com os meus pais na adolescência, já lá vão uns 20 anos e tinha uma ideia vaga das coisas, mas agora superou as expectativas. Além disso, e contra todas as previsões na véspera, tivemos sorte com o tempo e o sol brindou-nos. Para lá fizemos a viagem com nevoeiro intenso e humidade (habitual em Peniche o tempo estar assim de manhã por isso não desanimem se vos acontecer), para cá, regressámos com sol radiante por volta das 14h.

Atualmente só é permitido visitar as Berlengas em dois horários diários, das 9h30 às 14h e das 14h às 18h30, de forma a só estarem 500 pessoas na ilha de cada vez. Optámos por ir logo de manhã mesmo sabendo que o risco de ir com nevoeiro era maior.



QUAL A MELHOR IDADE PARA LEVAR CRIANÇAS PELA PRIMEIRA VEZ?

Foi uma das perguntas que mais me fizeram e confesso que é daquelas coisas que vão da vontade e dos objetivos de cada um. Se forem numa de fazer praia, é relativamente fácil chegar no Catamaran e ir para a praia com bebés, se quiserem ir visitar a ilha, fazer a subida e a descida para o Forte de São João Batista, apanhar os barquinhos para visitar as grutas, já acho mais complicado. Envolve subidas e descidas em piso irregular, levar carrinho é impossível e não há sombras no percurso, se quiserem mesmo levar, aconselho levar os bebés uma mochila tipo ergobaby ou semelhante. Pessoalmente acho muito mais fácil a partir dos 3 anos, quando já não exigem tanto colo, já caminham melhor e já têm mais independência. Por opção, decidimos não levar o Xavier.





O QUE LEVAR?

Uma mochila por cada elemento é indispensável para levar água, snacks, máquina fotográfica, protetor solar, toalha de praia (que podem usar na lancha rápida para tapar as pernas e proteger do frio matinal) e um saco para trazer o lixo de volta.



O QUE VESTIR?

Foi uma das dúvidas que tive, pois sabia que ia enfrentar frio no mar de manhã. Aconselho levar bikini ou fato de banho por baixo (mesmo que esteja nublado), uns calções, uma t-shirt e uma sweat com capuz (dá jeito no mar). Nos pés levem chinelos, para o caso de entrar água ou ficarem salpicados e uns ténis na mochila para trocar quando chegarem lá para fazer o percurso pedestre na ilha.


O QUE VISITAR?

Desta fez fizemos o percurso pedestre com guia turístico, já estava incluído no pacote, e senti que foi útil para rentabilizar o tempo e absorver mais conhecimento sobre a ilha. Fizemos o passeio da seguinte forma: chegada à praia e subida à ilha, descida ao forte de S. João Batista onde apanhamos o barco para visitar as grutas e regressámos à praia. No forte há uma paragem de 40m que dá tempo suficiente para fotos, beber café (há um café no forte), ir à casa de banho, explorar as vistas do forte. Depois é feito o passeio pelas grutas, num pequeno barco com fundo de acrílico que permite ir a ver os peixes e regressamos à praia, onde pudemos ficar 2h, que considerei tempo suficiente. A água é gelada (ronda os 15 graus) mas é maravilhosamente translucida e está cheia de peixinhos.




EM QUE BARCO IR?

Na primeira vez fui no barco grande - Cabo Avelar Pessoa - e demoramos cerca de 45m a chegar lá, desta vez arriscámos ir de lancha rápida com a equipa Berlenga Live e fizemos o percurso em 20m. Se gostam de adrenalina arrisquem a lancha, é divertido, mas se levarem crianças confirmem primeiro com o operador como vai estar o mar. Nós fomos num dia flat por isso correu lindamente e foi o batismo de mar do Duarte. Se gostam de passeio e querem ir com mais conforto, sugiro irem no catamaran BerlengaTur.  

COM QUE ANTECEDÊNCIA MARCAR A VIAGEM?

Convém marcar a viagem com alguns dias de antecedência (4 a 7 dias ) pois nestes meses esgota facilmente. Também podem reservar online. Mas sugiro que telefonem antes para confirmar se o mar vai estar bom para a travessia, até podem perguntar qual o melhor dia para agendar a ida com uma criança (foi o que fizemos).  

QUANTO CUSTA?

A opção mais barata é fazer a travessia sem grutas via o operador Viamar, onde o preço por adultos em época alta é 25€/pessoa, 15€/crianças (até 4 anos é 5€). Na ilha podem comprar a visita às grutas por 8€/pessoa (crianças também). Com opção lancha rápida + grutas (compramos o pacote inteiro), ficou em 37€ adultos + 33€ criança.

HÁ ENJOOS?

Por opção o Duarte tomou meio comprimido para o enjoo e correu muito bem, mas os entendidos defendem que na lancha rápida é raro enjoar, ao contrario dos barcos maiores.







ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE AS BERLENGAS:

  • Perdemos-las para os espanhóis e voltamos a consquistá-las
  • Não há água potável na ilha, só a engarrafada que vai de Peniche
  • Por opção, o faroleiro vive sozinho na ilha o ano todo com o cão "Farol"
  • Já existiu uma espécie semelhante a um pinguim na ilha (o airo) que se extinguiu devido às alterações climáticas e sobrepovoamento de gaivotas, mas continua a ser o símbolo da ilha
  • Atualmente só podem entrar 500 pessoas de manhã e 500 de tarde nesta reserva natural
  • É pedido que todo o lixo que se faz na ilha volte connosco no barco
  • Já existiram mais de 40.000 gaivotas na ilha e neste momento há cerca de 12.000 (o controle de natalidade está a ser feito por uma associação ambiental)
  • Só há uma praia na ilha
  • A água é tão transparente que se conseguem ver peixes em todo o passeio


E POR FAVOR, se fumarem na ilha, não deitem as beatas para chão 
nem para o areal!

Sem comentários

Enviar um comentário