BabyTime: #IR AO ZMAR VALE A PENA?
0

#IR AO ZMAR VALE A PENA?

08 maio 2019





Estivemos em modo escapadinha no ZMAR nos últimos dias por ocasião do Dia da Mãe e foi muito especial. Em primeiro lugar porque voltámos a um sitio que adoramos. O blog ainda era uma nesga neste mundo digital, o Instagram dava os primeiros passos e nós já lá andávamos a criar memórias. Temos vídeos do Duarte com a mesma idade do Xavier na piscina, no parque infantil, à porta do bungalow, a ver os animais… levar lá os dois é fortalecer raízes num lugar feliz. 









A mim fez-me maravilhas porque andei sem horários [e confesso que os miúdos também], respirei ar puro, voltei a fazer Yoga, andei de bicicleta, dei o primeiro mergulho do ano, vi o pôr do sol todos os dias [porque as coisas mais simples da vida também são bonitas], petisquei, aprendi novas receitas com o Chef Chakall, andei de baloiço com os meus filhos, revigorei-me e convivi com outras pessoas [algumas trago no coração].










 Esqueçam aquilo que dizem sobre não repetir sítios felizes porque não será igual e bla bla bla. É tanga. Sou a favor de voltar SEMPRE aos sítios que nos fazem bem e somos repetentes do ZMAR já há muito tempo. Além disso a programação temática para o Dia da Mãe é todos os anos muito interessante.


Além disso fica no litoral alentejano que para mim é a melhor localização de Portugal e com as praias mais bonitas, como a de Odeceixe ou a do Carvalhal logo ali a poucos quilómetros. Acabámos por só sair de lá uma tarde para ir a Odeceixe porque os miúdos são loucos pela piscina interior aquecida [e com ondas de hora a hora]. O Xavier incluído, estava curiosa para ver qual seria a reação dele à água e confirmei as expectativas, adora e é aquilo a que se chama de um pato autêntico.


[pôr do sol no Kiosk Agapito em Odeceixe]




O ZMAR vale a pena? 


Foi a pergunta que mais vezes me fizeram no fim de semana.

Para mim, como mãe, a grande vantagem do ZMAR são as infraestruturas, pensadas para famílias, que não só nos facilitam a logística das férias como nos permitem dar alguma liberdade aos miúdos, pois existem muitas zonas de lazer. Apesar de estarmos dentro de um Eco resort e “confinados” a um espaço, não existe monotonia no ZMAR. Os dias fluem e há sempre algo giro para fazer: piscina exterior, piscina coberta aquecida com ondas, aluguer de bicicletas ou triciclos, animação sazonal, quintinha pedagógica (há 15 dias nasceram cabrinhas bebés), ateliers para os mais novos no ZKids, parque infantil (tão diferente dos habituais e com consciência eco). Aliás, todo o resort dá bons exemplos de sustentabilidade. Os meus meses preferidos para lá ir são maio, junho-julho e setembro. Também já fui la no S. Martinho e gostei muito.












É fácil fazer férias com bebés no ZMAR? 


É do mais prático. Conseguimos andar com o carrinho em todo o lado, não há escadas chatas. O restaurante tem cadeirinhas para os bebés, os WC´s têm fraldário, os bungalows têm cozinha equipada (só não tem forno), por isso, quem viaja com bebés pode preparar as suas refeições, e para além das duas piscinas, existe uma piscina infantil exterior com pouca profundidade para os bebés se refrescarem. É um sitio pensado para todos usufruírem.
É como disse, já fizemos muitas férias e muitas escapadinhas ao Zmar e a sensação no regressso é sempre a mesma… é para voltar (e acho que isto resume tudo).










Como fizemos com as refeições? 

O mais prático possível. Quando se está de férias a palavra de ordem é descomplicar. Para o Xavier levei boiões de refeições e fruta de uma marca totalmente bio e sem corantes, que acabei de conhecer, a Smileat, e correu lindamente. Recomendo experimentarem se estão a planear férias com bebés.




Para nós, pequeno-almoço reforçado e refeições simples à base de saladas e sopas. O restaurante do ZMAR também é muito bom e tem muita variedade, desta vez não experimentámos mas já conhecemos bem. 

Se quiserem sair para petiscar, recomendo o Kiosk Agapito mesmo na praia de Odeceixe. Aproveitem para petiscar ao por do sol. Tem uma envolvência única. 



Não podia ter tido um Dia da Mãe mais feliz!




[ eu no Zmar com o Duarte com 2 anos, antes dos 30! e ainda sem existir o Xavier ]


Outras dicas:


- Para famílias optem pelos alojamentos T2 pois são mais espaçosos.

- Levem boia ou braçadeiras para os miúdos porque eles não vão querer sair das várias piscinas.

- Aproveitem os balneários da piscina de ondas para lhes dar logo duche no final do dia com água quente (menos uma tarefa no Bungallow antes de jantar).

- o Zmar está equipado com camas para bebés, basta pedirem na reserva.


Outros posts sobre o ZMAR que podem querer ler:

Veraneando por ai

Zmar: o destino amigo dos bebés e crianças

Sítios que nos aquecem o coração

Beijos

Sem comentários

Enviar um comentário