5

#SÍNDROME DO NINHO ARRUMADO: É SÓ COMIGO?

10 janeiro 2018


No domingo a minha mãe entrou cá em casa em exclamou "está tudo tão arrumado!" e eu só precisei de responder "já começou". Ela sabe do que falo. Começaram os quartos de final, chegou a síndrome do ninho (expressão que a faz rir) mas que que atinge algumas grávidas (incluindo sua filha pela segunda vez, não é D. Palmira?) e que nos faz querer ter tudo super arrumado e pronto para receber o bebé como se algo cá dentro nos obrigasse a ter tudo organizado o quanto antes. 

Não sei porque razão desta vez começou tão mais cedo, no Duarte foi la para as 36/37 semanas, mas desconfio. Fui obrigada a fazer mais repouso nesta gravidez e a deixar a limpeza da casa andar ali pelos serviços mínimos por causa do período de sangramentos. Conclusão: sempre que, sentada no sofá, olhava ao redor com a limpeza à seria por fazer até hiperventilava, primeiro porque já sabia que só estava a acumular trabalho (além da parte da preparação do enxoval que também arrastei). E em segundo porque já sabia que me ia dar muito mais trabalho fazer depois uma limpeza profunda e, em terceiro, porque aqui onde moro, atrás do sol posto, não é fácil arranjar uma senhora da limpeza, além de eu achar que dou sempre conta do recado todo (#odavas). 

Por isso, agora, Raquel Maria já com ordem para fazer vida normal, mas já toda apanhadinha da ciática, agarrou-se a tudo de uma vez só: limpeza da casa, roupas de bebé, mudança total no quartinho dos miúdos, garagem, tudo e tudo. Como se tivesse que recuperar o tempo perdido em contra-relógio. Não sei que pressa é esta, mas a culpa é da síndrome do ninho. 

E, por mais que me aconselhem a fazer uma coisa de cada vez porque “ainda tens tempo”, eu tento fazer o máximo que posso dentro das minhas possibilidades no tempo livre. No entanto, não pensem que ando feita barata tonta, faço pausas entre os trabalhos pois sei que não posso abusar. E também como sei que o meu ritmo é mais lento, talvez sinta necessidade de começar ainda mais cedo a preparar o meu baby nest. Cada uma com a sua.  

Eu sei que ainda falta muito tempo (2 meses e picos), que até o bebe nascer esta casa ainda se vai sujar e limpar muitas vezes, que ainda vou ter muita roupa para lavar, que agora tenho um filho pequeno que espalha brinquedos por todo o lado e uma casa com crianças nunca está imaculada, mas já nada me vai fazer mudar até ao parto. É a natureza em plena ação a comandar o meu cérebro. 

Para quem não sabe do que falo, aqui fica um breve resumo:

A síndrome do ninho (arrumado) é frequentemente experimentada na terceira fase da gravidez que resulta de uma necessidade estrutural de preparar tudo o que for necessário para proteger o bebé antes de nascer; além disso, as mulheres grávidas, nesta fase, tornam-se mais seletivas e desejam ter pleno controle sobre o seu ambiente, preferindo passar mais tempo com pessoas da sua confiança.” – in Dicas de Saúde

É a intensa necessidade de limpar, organizar ou preparar a casa. Apesar da barriga não permitir grandes excessos a grávida é capaz de subir uma escada para limpar o teto, ou esvaziar uma estante inteira porque acredita que tem muito pó.” – in Guia Infantil

"Um dos paradoxos aparentes de fazer o ninho é que, no terceiro trimestre de gravidez, as mulheres dizem estar mais cansadas, enquanto, simultaneamente, mostram um aumento da atividade" explica Mel Rutherford, professor do Departamento de Psicologia, Neurociência e Comportamento da Universidade de McMaster. "Sendo assim, a necessidade de fazer o ninho é uma força motivadora muito poderosa." - in Sapo Lifestyle.  

Junto a isto a festa de anos do Duarte, que está em andamento esta semana e que quero fazer acontecer e a lista de últimas necessidades para o enxoval, que é como quem diz ir à Feira de Bebé do Continente no fim de semana e agarrar tudo o que falta. 

Grávidas desse lado, digam-me, já andam assim ou andam calmas da vida? 


5 comentários

  1. Ahaha calmissima da vida! Nem berço tenho ainda. Nasce no final de Março. Tenho tempo...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahaha quem me dera!!! Relamente não há gravidezes iguais! Só ainda nao fiz a mala e penso "nasce na mesma" com ou sem mala feita LOL

      Eliminar
  2. Respostas
    1. É a Raquel que gosta de chamar Maria a tudo :) até a cadela é Wendy Maria eheh porque aqui a Raquel é na verdade Mónica Raquel :)

      Eliminar