0

#OPINIÃO BEBÉCONFORT AXISSFIX AIR: A PRIMEIRA CADEIRA AUTO COM AIRBAGS INCORPORADOS

06 novembro 2017


Na sexta-feira terminei o dia da pior forma. Sai do trabalho ao final da tarde e fiz-me à estrada como tantos outros dias para rumar a casa, era dia de jantar de amigos, o mood era bom. Depressa fui apanhada pela trovoada e pelo temporal que caiu sobre a zona de Lisboa e em segundos fiquei com condições mínimas de visibilidade. Os carros que seguiam à minha frente começaram a encostar em 4 piscas e eu comecei igualmente a procurar um sitio para parar enquanto o medo de estar naquela situação me invadia o corpo numa sensação de sufoco. Trazer este bebé na barriga fez-me sentir mais vulnerável e com uma responsabilidade enorme pela minha vida e pela dele - tive medo e agradeci em silêncio por o Duarte não estar comigo.  

Quando finalmente encontrei um desvio para encostar bati num buraco e rebentei o pneu dianteiro. O estrondo foi grande, a causa era-me desconhecida, sabia que algo estava mal e que tinha ficado com a direção pesada. Sair para a estrada debaixo daquela trovoada não me pareceu seguro. Continuar a viagem também não era opção. Tive que medir as consequências e tomar uma decisão. Desliguei o motor e liguei para casa. Enquanto esperei pelo Diogo chorei. Chorei muito. Chorei por mim, que para me proteger tomei a decisão de parar e acabei por ter na mesma um "acidente", chorei pelo bebé, que não merecia estar a levar com aqueles nervos, chorei por eles, que estavam a caminho para me "salvar" debaixo daquele temporal e eu não queria nada que o Duarte tivesse que sair de casa com o pai naquelas condições, chorei porque poderia ter tido um acidente se continuasse... chorei porque estou hormonalmente instável e porque sou mãe e as mães têm medo e só querem proteger os filhos.
  
A maternidade acrescenta à nossa vida a dimensão real do medo. E mesmo as mães mais descontraídas e liberais, como eu me considero quando não estou à mercê das hormonas, carregam sempre a mesma percentagem de medo que as mais protetoras. Simplesmente assumimos formas de estar e comportamentos diferentes.
   
Essa percentagem é a que nos acompanha às consultas de pediatria, aos exames de rotina, à urgência hospitalar quando estão doentes, à viagem de avião, ao "OK" para a ida à visita de estudo, ao dia a dia na estrada e tantas outras circunstâncias. 

Lá no fundo, se fosse possível colocar os filhos numa bolha de proteção vitalícia estou certa de que todos os pais o fariam. Não é por acaso que a saúde e a segurança são os fatores chave que mais pesam nas decisões que tomamos sobre os nossos filhos.
    
Em Portugal, a principal causa de mortalidade infantil continuam a ser os acidentes rodoviários. De acordo com a APSI, nos últimos cinco anos, 346 crianças morreram e quase 25 mil foram internadas na sequência de acidentes. Um número assustador.

E se pudéssemos acrescentar mais 55% de proteção às deslocações que fazemos com os nossos filhos?

Ontem, a convite da Bebé Confort, do grupo Dorel, estive no Porto para conhecer o novo modelo de cadeira auto - AxissFix Air - a primeira do mundo com AIRBAGS ativos incorporados, que reduz em 55% o impacto no corpo das crianças em caso de colisão. Gostei verdadeiramente da apresentação e do esclarecimento que tive sobre as funcionalidades desta cadeira e, por isso, arrisco afirmar ser a mais segura a nível de requisitos que já conheci

Uma das preocupações da marca é saber que "os carros não foram feitos para crianças, foram feitos para adultos", e foi a partir dessa premissa que a Bebé Confort começou a desenvolver uma cadeira com a mesma tecnologia presente nos carros, para que, em caso de acidente, também o corpo da criança possa ser amortizado. 

Por saber que esta é uma das escolhas mais difíceis que recai sobre os pais, até pela questão financeira, partilho aqui algumas das características que fiquei a conhecer e a minha opinião sincera enquanto mãe sobre este novo modelo, que demorou 4 anos até ser finalizado e foi submetido a vários testes de força Newton, 10.000 solavancos e não só, para afinar todos os componentes e funcionalidades.

Mais valias da Bebé Confort Axissfix Air:

- Pode ser usada logo a partir dos 4 meses e até aos 4 anos. Recomenda-se que seja utilizada o máximo de tempo no sentido inverso da marcha, para aumentar a segurança. Usei este sistema com o Duarte, comprei um espelho para o banco traseiro para o conseguir ver durante as deslocações. 

- Através da tecnologia de AIRBAG integrada nas costas da cadeira, o impacto na cabeça e no pescoço do bebé em caso de acidente é reduzido consideravelmente, até 55% de acordo com os testes realizados pela marca. Fiquei a saber que em cada cadeira são realizados 1.000 testes, para garantir a máxima qualidade de cada exemplar;

- Em caso de colisão, os dois AIRBAGS lateriais inflamam em apenas 0,05 segundos, através de um sistema detonador, minimizando a força do impacto em comparação com as cadeiras convencionais no sentido de frente para a marcha; 

- 1 segundo após  colisão  os AIRBAGS esvaziam automaticamente, eliminando o risco de asfixia da criança; 

- Os dois AIRBAGS são ejetados pelas laterais da cadeira, a partir de um cartucho de CO2 localizado nas costas da cadeira e não surgem de frente, evitando o efeito "soco" temido pelos pais;

- Os AIRBAGS contem apenas ar: gás frio, natural e sem químicos, não constituindo perigo para a criança;

- Os AIRBAGS activam-se nos dois sentidos da marcha;

- Em caso de colisão e ejeção dos AIRBAGS, a Bebé Confort faz a troca gratuita da cadeira, durante um periodo de garantia prolongado de 10 anos;

- Os AIRBAGS não são acionados em lombas, buracos ou travagens bruscas, o seu sistema detonador foi concebido e afinado para só se acionar rapidamente quando é detetada efetivamente uma colisão;

- A base da cadeira é rotativa a 360º, como o modelo anterior AxissFix, para facilitar a colocação e retirada do bebé no assento sempre que é necessário viajar. No fundo este modelo é um upgrade do modelo anterior, complementado com a introdução da tecnologia Air Safety (Airbags).

Nunca gostamos de pensar num cenário acidental, mas a verdade é que não podemos controlar imprevistos. Este é um grande avanço na inovação das cadeirinhas auto e no futuro a marca acredita que este será o padrão de todas as cadeiras. Faz sentido, sem dúvida.



A cadeira já está à venda em lojas especializadas e no El Corte Inglês pelo valor de 649€, o preço não é o mais acessível, mas se pensarmos que tem garantia vitalícia, que duplica a proteção das crianças em viagem e se refletirmos quanto tempo passamos com os filhos na estrada e quando vale a segurança deles só não investimos senão pudermos mesmo. Falo por mim, dou mais valor a uma boa cadeira auto do que a um bom carrinho de passeio. Cumprem propósitos diferentes, mas a segurança não tem preço.


Se quiserem saber mais algum detalhe sobre a cadeira, ou tirar alguma dúvida que não tenha sido esclarecida, podem comentar ou enviar mensagem em privado, terei todo o gosto em responder. A quem já tinha colocado ontem questões sobre a segurança da ejeção dos airbags, espero ter conseguido esclarecer.

Beijos,

Sem comentários

Enviar um comentário