7

E O POSITIVO FOI ASSIM...

11 outubro 2017


Andei calada 4 meses, os 3 em que "não se deve dizer a ninguém", não por superstição, mas por precaução, e mais 1 mês em que andei a namorar a barriga só para mim, por isso, agora posso começar a falar sobre o tema sem enjoarem de mim certo? São só mais 5 meses :) Vocês aguentam!

Em primeiro lugar quero saber se há grávidas desse lado a seguir o blog? Acusem-se :) Vamos partilhar muita coisa em comum nos próximos meses... desde o creme das estrias à pomada das assaduras para os bebés. 

Bom... para quem achou que nos últimos meses fiz uma dieta das boas, lamento não ter nenhum truque milagroso para partilhar, apenas larguei a pílula por indicação médica e do nada foram-se 5 ou 6 kgs. E eu que achava que nem era daqueles casos a quem a pílula engorda. O meu útero estava a dar sinais de "cansaço", o spotting era constante e fui forçada a parar uns meses... bom, e já que era para detox pensei em não tomar mais (e não sei se alguma vez voltarei a tomar). E olhem, deixei-me andar... até ao dia em que o período que aparecia sempre matematicamente no mesmo dia de cada mês, fosse ele de 30 ou 31 dias, não apareceu.

Coloquei logo a hipótese de gravidez em cima da mesa, mas achei precoce porque não me sentia grávida. Pensei cá para mim "deve ser do calor", no dia seguinte nada de aparecer "mas estava ainda mais calor, podia ser disso", como se a meteorologia andasse aí a regular as senhoras. No terceiro dia sentia-me irritada como nunca, com os nervos à flor da pele, o corpo tenso e zero vontade de socializar e estar em público. Ainda assim, tinha sido convidada para um evento ao fim do dia e como não gosto de falhar, arrastei a minha pessoa até lá. Ver pessoas diferentes fez-me espairecer, mas a tensão não saia de mim, encontrei uma amiga e disse-lhe "estou irritada como nunca e não tenho motivos, acho que só posso estar grávida", precisava de libertar aquele pensamento com alguém neutro, como se o que lhe estava a dizer fizesse algum sentido. Sai de lá pela hora do jantar, não sem antes beber um copo de vinho branco, já com aquele pensamento de que podia ser o último (não me caiam em cima, para todos os efeitos não sabia de nada) e comecei a pensar que estava na altura de ir comprar um teste de gravidez (algo que nunca fiz do Duarte porque descobri no hospital numa ida às urgencias por infeção urinária e não por desconfiar de gravidez). Mesmo que ainda fosse cedo, qualquer que fosse o resultado já dava para tirar as teimas. 
 
Desviei caminho, parei na farmácia e disse "dê-me, por favor, um teste de gravidez porque estou grávida e preciso confirmar", a farmacêutica perante tantas certezas deu-me logo os parabéns, imaginem! Devo ter sido mesmo convincente. Mas... desenganem-se, não fiz logo o teste. Guardei-o para a manhã seguinte para fazer tudo como manda a bula. Sentei-me no WC à espera da contabilização dos 3 minutos, com todas as certezas do mundo de que era mesmo uma gravidez, mas quando olhei para o visor, nada... só um tracinho, que indicava "não grávida"! Resolvi dar mais um minuto antes de o deitar ao lixo just in case e porque sou teimosa e porque acredito plenamente no instinto feminino. Olhei para o telémovel para continuar a ver o resto das noticias do dia e quando fui espreitar novamente lá estava o 2º traço, timido e quase sem cor ainda, mas era sem dúvida, um positivo! Wow! E com ele toda aquela explosão de sentimentos, situados entre a alegria e o medo de sermos responsáveis por uma vida dentro de nós.

Como foi por ai? Contem-me tudo !

Beijos,

7 comentários

  1. Oh �� O meu positivo foi igual, muito fraquinho porque ainda estava de muito pouco tempo. E tinha bebido uma cerveja antes �� �� Pelas coincidências, vem aí uma miúda ��������

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tinha tantas certezas que mesmo a linha sumida não me intimidou lol nem repeti mais nenhum! Foi só esperar pelo inicio dos sintomas que não tardaram :) Beijinhos

      Eliminar
  2. Antes de mais parabéns!!! ☺️ Eu tive imensos sintomas antes mesmo de ter o atraso. Durante uns 2 dias (dias que antecederam o dia em que deveria vir o período) eu estava com imenso sono, com hipersensibilidade mamaria, com maior sensibilidade aos cheiros e sintomas de infecção urinária. Tinha vindo da lua de mel há umas duas semanas e começado a trabalhar há 1 e pensava mesmo que eram os sintomas pre-menstruais a juntar a uma infecção urinária �� As minhas colegas tanto chatearam que eu estava grávida que fiz no hospital onde trabalho a análise. Positivo! Depois de 3 dias do positivo fui a farmácia comprar o teste porque gostava de ficar com ele e quando o fiz tb apareceu só uma linha muito tenue a confirmar o positivo ��

    ResponderEliminar
  3. Blogger liliana almeida disse...
    O meu segundo já vai fazer 1 ano no próximo mês e lembro-me como se fosse hoje ( como se fosse possível de se esquecer) o dia em que descobri que estava grávida pela segunda vez.
    Tudo aconteceu muito rápido, achava que na primeira gravidez tinha sido uma coincidência, mas não, na segunda gravidez, fiquei grávida também muito rápido. Ja tinha algumas amigas grávidas e para além de queremos um segundo filho achava que era o momento exacto. Pronto, aconteceu!
    Quis despachar logo o assunto e comprei 2 testes (para não restarem dúvidas) em ambos o segundo traço era muito fraco, o que me deixou com um misto de dúvidas (estava de muitos poucos dias sim mas algo me dizia que eu estava grávida mesmo antes de fazer o teste, talvez porque queria muito )
    Marquei a primeira consulta com o ginecologista e na altura ele colocou-me duas hipóteses... ou era uma gravidez muito recente ou então era uma gravidez anembrionária (o óvulo implantou-se no útero mas o embrião não desenvolveu).
    Estive a espera numa angústia uma semana para a confirmação na consulta seguinte...e como o nosso instinto de mulher (quase) não falha Confirmou-se que eu estava grávida de muito pouco tempo de um segundo menino.
    Muitas felicidades e estamos cá para testemunhar o melhor que a vida nos pode dar. Tudo de bom!!!!!

    ResponderEliminar
  4. Olha do meu primeiro foi tudo muito normal faltou periodo fui s farmacia mandaram esperar um pouco fiz tudo direitinho quando fiz o teste positivo nem queria acreditar. a segunda nem me passou pela cabeça foi uma diferença de 10 anos sempre a tentar deixei a pilula tinha ele 2 anos e nada num almoço que era arroz de marisco comi que nem uma louca ate o colega de trabalho dizer so podes estar gravida nao e normal comer tanto fiz o teste por descargo de consciencia e pronto veio a menina. O terceiro bem... dois anos depois da menina a tomar a pilula sem falhas sem chas ou outros remedios pelo meio, uma cliente entrou na loja e disse estas com ar de gravida eu respondi so podes estar a gozar isso ficou durante uma semana a bater ca dentro, num dia em que o marido foi para fora nao aguentei fiz o teste e chorei chorei tanto...quando o marido chegou mostrei logo ele espamtado disse isso e teu? Que quer dizer? Nao podes estar gravida outra vez tas a gozar certo? Olha estivemos 4 meses para nos habituarmos a ideia depois comecamos a reagir normalmente todos contentes por irmos ser pais outra vez. Mas quando nao estas a espera nao tens sintomas tomas tudo direito sem falhas de horas sem remedios extra sem beber nada e alguem te diz que estas com cara degravida fazes o teste e vem o terceiro...e dose agora vou ser sincera ja penso no quarto eheh é tao bom a familia grande nao temos tempo de envelhecer. Muitos parabens

    ResponderEliminar
  5. olá Raqel! antes de mais, muitos parabéns! junto-me ao clube das "seguidoras grávidas" do blog :) temos muito em comum: também tenho um Duarte (mas o meu só tem 3 anos e meio) e ambos também nascemos a uma segunda-feira. agora estou à espera de um Tomás que já cá anda há 28 semanas. a primeira gravidez foi planeada e o processo foi super rápido mas tive a confirmação numa consulta de ginecologia rotineira... acho que nunca tremi tanto depois de receber uma notícia (aquele misto de muita alegria com muito medo...). desta vez fui apanhada de surpresa. não era para ser já (também acho que estava acomodada e, como o Duarte é tão agarrado a mim, estava - estou - um pouco cansada. sai mesmo do nosso couro, caramba!) mas "quem anda à chuva, molha-se". deixei de tomar a pílula porque comecei a ter dores enormes de cabeça, algo que nunca tinha sentido antes. não estava a conseguir lidar, por isso recorremos aos preservativos (menos daquela vez, em que nos deixámos levar pelo momento). também sou um relógio com a menstruação e fiquei logo cismada com o atraso de 3 ou 4 dias. comprei um teste mas andei um dia inteiro com ele na mala, a ganhar coragem para enfrentar aquilo que eu já sabia ser uma realidade: estava grávida. desta vez foi muito difícil digerir. ter que reconhecer que foi uma irresponsabilidade com enormes consequências. mas não havia nada a fazer. era a vida a colocar mais um bebé na minha barriga e no meu coração. não era para já (se não fosse assim se calhar não era de todo...) mas já me habituei à ideia e o Tomás não pára de me dar pontapés para eu não me esquecer... ahahaha... um grande beijinho e muitas felicidades. vamos partilhando tudo, sim?

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Sou nova nestas andanças! Primeira gravidez, 16 semanas, ansiosa, sem saber o sexo ainda do babe e com o coração nas mãos de não saber bem o que vem aí!
    Mas sei que vai correr tudo, e por isso decidi também seguir-te para nos deixares aí umas dicas ;)

    ResponderEliminar