0

#EM NOME DE TODAS AS DONAS DE CASA!

20 julho 2017




Aos senhores do marketing dos supermercados, por favor, parem de alterar o layout das lojas sempre que já decorámos todos os corredores e prateleiras onde estão os nossos alimentos preferidos, necessários e essenciais ao nosso bem-estar. Não imaginam o quanto isso pode ser uma experiência cansativa e irritante. A pessoa vai só comprar meia dúzia de coisas para reabastecer e quando dá por ela está numa espécie de labirinto de grau avançado vs jogo de adivinhação "onde é que será que eles agora meteram o atum?", "humm...e o pão... agora ali é o... talho!!?".


Isto é cruel senhores, de repente o sitio onde já batíamos o record de tempo a fazer compras transforma-se nas 24 horas de Le Mans connosco de carrinho em punho a dar voltas e voltas ao circuito com a rotação no máximo para conseguirmos reunir todos os... 5 ingredientes de que precisávamos para fazer o Atum à Brás para o jantar!! Já não basta a dura tarefa de, sempre que vamos a um supermercado, não nos esquecermos de nada, porque isto depois da maternidade já não é o que era e não há Memofante que nos valha, como ainda temos que andar perdidas e a repetir silenciosamente a lista enquanto andamos ali desnorteadas a apalpar terreno. E aí de alguém conhecido que nos apareça à frente, dizemos "olá, tudo bem'" e pufff... já se nos escapou uma das coisas em falta porque estamos a assimilar demasiada informação ao mesmo tempo. 


Foi isto que me aconteceu ontem à noite no "novo" Continente do Loureshopping quando resolvi fazer uma paragem "rápida" depois do trabalho. Era para ter ido ao de Alvalade, mas pensei "naaa, vou ao do costume que é mais rapido". Mal entrei e avistei a mudança exclamei logo um "ui, isto vai ser bonito Mónica Raquel" enquanto o meu cérebro decidia se ficava ou se ia embora porque o tempo era já era contado. Fiz-me de forte e avancei. Senti-me a miúda pequena que ao invés de se perder dos pais, perdeu a comida nos novos corredores. E sim, até vi um amigo ao longe e não lhe fui falar porque, pelo ar dele, estava tão perdido quanto eu e eu tinha uma cria para alimentar, não me podia meter em mais nenhum contratempo do que aquele em que já me tinha ido enfiar. Sobrevivi, com ajuda das placas identificativas verticais e da colaboradora com que me cruzei, mas vim sem os meus iogurtes preferidos porque depois de duas tentativas para encontrar o corredor dos lacticínios sem sucesso, agarrei-me à primeira e único ilha de iogurtes que me apareceu à frente - e já não foi mau, pelo menos até estavam em promoção. O pão, nem o fui procurar.  Se isto for para a malta ir experimentado coisas novas até resulta, é essa a ideia? Obrigar a novos hábitos de circulação na loja? É que por enquanto ainda  não acho que o novo layout esteja nem "para melhor" nem para "estar mais próximo do consumidor e melhorar a experiência de compra" como dita a modernização do consumo. Mas, como a obra ainda não está concluída, e não quero ser injusta até porque acredito que quando se muda é com vista a melhorar (por ex, o Loureshopping está renovado e bem giro) vou dar o beneficio da dúvida e agarrar-me às compras no Continente online que nunca falham! 


Não sei se acontece o mesmo com vocês, mas eu só "sei" e só gosto de fazer compras no "meu" supermercado habitual. Gosto de sentir que tenho a tarefa sob controlo, que vou lá entrar e sair com tudo o que preciso porque mesmo que não leve escrito, está sempre ao pé daquela outra coisa que também compro sempre na prateleira y do corredor x. Nem todas as rotinas são más e criam desinteresse. Há rotinas úteis e conhecer o "nosso" supermercado de uma ponta à outra é das coisas mais facilitadoras para o dia a dia de uma mãe de família. Agora lá vou eu ter de redecorar tudo novamente para daqui a uns tempos voltar a acontecer o mesmo. 

Digam-me, sou só eu que detesto quando isto se dá?

Boa sexta-feira!

Sem comentários

Enviar um comentário