0

#ENTÃO E A PRAIA COM A ESCOLA? HÁ POR AI MAIS MÃES MEDRICAS?

25 maio 2017



Ora aqui está um daqueles temas que me vem à cabeça sempre que olho para o protetor solar do Duarte e do qual fujooo a sete pés - idas à praia com a escola. Ainda nunca aconteceram pois este é o primeiro ano de pré-ecolar dele, mas ando aqui de fininho a pensar baixinho no assunto  na esperança de que, por estar em processo de mudança de creche, esse dia não chegue. Metam-me todos os recados na mochila: bolas vermelhas de comportamento, pedido de roupa extra, venda de pirilampos, cromos do Pingo Doce ... venha de lá tudo menos aquele recadinho tenebroso que certamente começa assim "Caro educando, durante o mês de junho vamos promover idas diárias à praia. A saída do colégio será pelas 8h30 e bla la bla".


E, apesar de já estar prevenida e ter tudo prontinho, como podem ver pela foto acima, NÃO QUERO SABER! Vou entrar em negação e fingir que não o vi - pronto! É parvo, eu sei! É igual a ir às visitas de estudo, eu sei! Mas mexe-me com os nervos mais do que um jogo do cubo mágico. Logo eu que até me considero uma mãe moderna e desprendida, que o deixo ir de férias com os avós, passear aos fins de semana com a família, lanchar a casa do melhor amigo, ir a visitas de estudo com viagens longas à mistura e tudo e tudo. Mas a praia... a praia mexe comigo! Sabem que eu fui aquela miúda que, aos 3 anos, se perdeu na primeira ida à praia com a creche? Sabem que depois de 1 hora perdida os meus pais já não me deixaram ir novamente? Está tudo dito, não está? Marcas da infância.


Eu sei que é bom, que lhes faz bem, que o sol dá vitamina D, que a praia faz crescer, que voltam mais cansados, que vão dormir a horas decentes, que levam todos a mesma t-shirt, o mesmo boné, a placa ao pescoço e que só lhes falta o chip. Já registei isso tudo, obrigada! Mas nunca vai deixar de ser um tema taboo que me deixa em negação. Chamem-me mãe galinha, démodé, exagerada, o que quiserem, mas prefiro a opção de piscina-insuflável-no-colégio-com-água-morna-do-xixi com protetor solar à opção lá-vai-ele-à-praia-enquanto-eu-tomo-xanax-para-me-acalmar.  
Vou-me focar no bom e imaginar que este protetor e o saco térmico grande que vinha de oferta só vão ser usados na praia, na minha presença e durante as nossas férias.


E por ai? Como lidam com o tema? É verdade que só custa a primeira ida? Ou roem as unhas até ao sabugo? Tenho m-e-d-o meninas, m-e-d-i-n-h-o! E protetor solar já compraram? Sabem que tem que se renovar todos os anos para uma proteção segura desde o 1º dia de sol?


Aproveito o post para fazer seviço público e informar que a Uriage está com uma campanha de troca do protetor solar antigo nas farmácias. Ao entregarem o velho recebem de imediato 3€ para a compra de um protetor solar Uriage Bariésun novo. Na compra de 2 produtos recebem o Saco Térmico familiar. 

T-shirt e calções Zippy | Mala e protetor SPF50 Uriage Bariésun
Manifestem-se as medricas :)
Beijos,

Sem comentários

Enviar um comentário