0

#PLANO DETOX PÓS-PÁSCOA | COO(LABORAÇÕES) NUTRICIONISTA GISELA CARRILHO

18 abril 2017

Ovos de chocolate, amêndoas, folar, bolo finto, costas (bolo tipico alentejano) de gila e de chocolate, tarte de requeijão, almerce (colhada) com compota... são alguns exemplos de doces regionais que andei a pestiscar nestes 4 dias fora de Lisboa, já para não falar das migas de espargos... humm!

Já a prever esta desgraça, pedi à Dra. Gisela um plano detox para esta semana, que pode ser posto em prática por todos nós. Vamos a isso?

DETOX PÓS-PÁSCOA - DRA. GISELA CARRILHO

A Páscoa, a par com as restantes épocas festivas, é fantástica para momentos de união e convívio familiar, mas os excessos alimentares das "idas à terra" deixam em nós algumas das marcas: acne, alterações do trânsito intestinal, dor de cabeça, aumento do peso, náuseas, falta de apetite ou aumento do mesmo, são alguns dos exemplos.  

Com as iguarias presentes nesta época é difícil manter o controlo. Contudo, o que realmente importa é o regresso aos hábitos alimentares corretos e começar a semana com uma alimentação equilibrada e consciente. 

Quando falamos em desintoxicar o nosso organismo, pensamos num conjunto de nutrientes, como vitaminas, minerais e compostos bioativos presentes principalmente nos alimentos de origem vegetal. Ou seja, é o consumo desses micronutrientes que facilitará a eliminação de substâncias que não devem permanecer no organismo, como os adoçantes, corantes, conservantes e sal. 

Para que isto aconteça é importante estimular a função de alguns órgãos chave, como o fígado, que ajuda na metabolização das gorduras, os rins, que auxiliam na eliminação dos líquidos e os intestinos, devido à produção de gases e distensão abdominal.

Para as receitas detox devemos investir em alimentos diuréticos que ajudam na eliminação de toxinas e repõe os minerais do corpo bem como frutas e vegetais folhosos ricos em fibras, amigos da saciedade e do bom funcionamento do intestino. A publicação de hoje serve justamente para dar algumas dicas que a ajudem a voltar ao bem-estar desejado.

1. Mantenha o organismo hidratado, beba água ao longo do dia. O ideal é não chegar a sentir sede;
2. Privilegie chás diuréticos e protetores do seu fígado como Dente de leão, cavalinha, camomila, melissa, hortelã, chá da casca do abacaxi e carqueja;
3. Inicie o seu dia com uma refeição de baixo índice glicémico (velocidade controlada a que os açúcares dos alimentos passam para o sangue);
4. Ingira Frutas antioxidantes e ricas em enzimas digestivas: como os frutos vermelhos; abacaxi;  papaia ou Mamão;
5. Prefira vegetais verde-escuros (Couve, espinafre, rúcula, agrião, acelga, folhas de brócolos, pepino e salsa) através do consumo de saladas e sopas preferencialmente à noite uma vez que é durante esse horário que o fígado se irá dedicar à desintoxicação do organismo.
 
Quem alinha?

Beijos

Sem comentários

Enviar um comentário