0

#COMO VOLTAR AO GINÁSIO [PARA WORK MOMS SEM TEMPO E BABYSITTER]

13 outubro 2016

  • 1.70m
  • 55kg
  • Busto S/M
  • Calça 36/38
Esta sou eu agora, esta já era eu antes de ser mãe. E vocês desse lado pensam “ainda bem” ou "do que é que te queixas?".
  • Barriga flácida na zona pélvica
  • Rabo e glúteos com gordura localizada
  • Sedentarismo e preguiça
  • Ansiedade
Esta sou eu agora, após ter sido mãe. A mesma pessoa, o mesmo corpo, que “apenas” se tornou mais relaxado e ansioso. Riem-se quando digo que sou uma falsa magra, “estás ótima”, mas a realidade é que tenho muito trabalhinho de barriga e pernas para voltar a ser o que era e a verdade verdadinha é que aos 32 sinto-me tão ou mais mulher do que aos 23 portanto não há razão para desistir de mim. As curvas não me chateiam, a flacidez é que está a mais. Por isso, uma das minhas motivações pessoais desta rentrée é combater o sedentarismo e tonificar. No último ano apenas corri no escasso tempo livre que tive (quando me sentia a engordar) e no restante tempo livre confesso: atirei-me para o sofá ou arranjei desculpas com o Duarte. E nós sabemos lá no fundo que não é bem assim, que com organização e ginástica familiar tudo se consegue. Com a agenda e horários complicados que tenho (o Diogo entra às 7h00, o que faz com que seja eu a ter que levar o Duarte à creche todas as manhãs durante a semana e treina futebol à noite, o que faz com que fique sozinha com o Duarte 3 noites por semana) o ano passado ponderei inscrever-me no ginásio e nunca avancei com medo de desistir. Antes de ser mãe, sempre frequentei o ginásio e fazia-me bem. Este mês resolvi descomplicar e fez-se o click, está na hora de assumir que consigo arranjar o tal furo na agenda e que este corpo que passa o dia sentado e que esta mente ansiosa precisam de ser estimulados. Acredito que a maioria das working moms sente esta dificuldade de equilíbrio de tempo e por isso hoje deixo-vos algumas dicas para o regresso ao ginásio:

1.Procurem um ginásio perto do vosso local de trabalho

Esqueçam a ideia de que perto de casa é mais fácil. Antes ou depois do trabalho vão mais facilmente diretas para o ginásio do que se forem a casa primeiro. Ir a casa primeiro é meio caminho andado para por a máquina a lavar, apanhar aquela roupa da corda, ligar a TV e … num piscar de olhos chegou a inércia e “hoje já não vou”. Por outro lado, podem gerir o tempo conforme vos der mais jeito, existem aulas em modo treino intensivo à hora de almoço, porque não aproveitar? 

2.Escolham um ginásio com estacionamento próprio

Só aí já estão a ganhar tempo útil de treino. É incrível o tempo que se perde na cidade para se conseguir largar o carro num lugar apertado. 

3. Estipulem o vosso tempo de treino e peçam um plano personalizado

Eu, por exemplo, só posso treinar 1h00 3x por semana e nessa hora quero treinar o melhor possível, com os exercícios certos para os meus objetivos. 

4. Levem roupa prática para o trabalho nos dias de ginásio

A menos que trabalhem numa empresa formal que vos obrigue a usar fato, saltos e afins diariamente, nos dias de treino optem por jeans, botins e camisa ou um vestido, rápidos de vestir e despir para pouparem tempo na fase de equipamento pré e pós-treino.

5. Escolham um ginásio kids friendly 

Que é como quem diz, que vos aceite os miúdos enquanto treinam e que tenha atividades para eles, caso contrário, lá se vai o vosso treino quando a avó, a tia ou a melhor amiga não podem ficar com eles. 

6. Descompliquem 

Parte do nosso coração de mãe sente que os estamos a abandonar durante o tempo de treino e que estamos a queimar tempo útil para estar com eles. Já pensaram que os avós também adoram passar tempo com os netos e os netos com os avós? Estamos a fomentar e solidificar relações familiares e a transmitir-lhes valores de união e família, que tal aceitar a vida pela positiva?
Hoje faz uma semana que comecei a treinar no Virgin Active Palácio Sottomayor e aceitei o desafio "We’ve got a squad for that” onde basicamente entreguei este corpinho por tonificar, parado há 2 anos, às mãos dos profissionais do clube e que me vão ajudar e motivar a cumprir os meus objetivos. Em breve partilho o plano personalizado que estou a fazer. Espero sinceramente que estas dicas vos motivem a combater a inércia. 

Sem comentários

Enviar um comentário