0

#Aos maridos cujas mulheres sofrem de ansiedade!

29 agosto 2016

gallery-1457967561-woman-sat-at-desk-anxious

Se sabe que a sua mulher luta contra a ansiedade, então pode considerar que o seu casamento está em boa forma. Possivelmente ela escondeu durante muito tempo o seu segredo mais profundo. Demorei cerca de quatro anos para finalmente permitir que o meu marido percebesse que sofria de ansiedade.


Se ela for corajosa o suficiente para deixá-lo conhecer que vive com ansiedade, então isso significa que ela se sente suficientemente segura ao pé de si para se deixar ser vulnerável. Por isso, por favor, seja grato por ela confiar em si. Quando as pessoas permitem ser expostas nos seus relacionamentos alcançam uma maior cumplicidade. E, por mais confusa que a ansiedade dela lhe possa parecer, espero que encontre alguma paz no facto de saber que ela existe.


A publicação Psychology Today descreve a ansiedade como"... uma reação normal a situações de stress. Mas em alguns casos, pode torna-se excessivo." É importante ter em mente que uma pessoa não cria a sua própria ansiedade. Se ela vive com ansiedade, então deve perceber que ela luta contra algo muito mais sério e grave do que os “simples” nervos que já sentiu provavelmente antes de um exame, uma apresentação ou uma reunião de trabalho.


Não vai ser fácil assistir à batalha dela contra a ansiedade e provavelmente vai-se sentir impotente. Vai sentir que não a consegue corrigir, principalmente porque não há nada para corrigir. Há, no entanto, algumas coisas que pode fazer enquanto parceiro para a ajudar a superar a ansiedade.


A ansiedade manifesta-se de forma diferente em cada pessoa. Regra geral, as pessoas que sofrem de ansiedade parecem ser totalmente normais, mas por dentro elas sentem que estão com o mundo fora de controle. Cada pessoa tem um gatilho diferente que desperta a sua ansiedade. Preste atenção à sua mulher, trabalhe com ela para entender quais são os seus gatilhos e depois faça o que puder para ajudá-la a suaviza-los.


Se a ansiedade dela se inicia sempre que ela tem uma agenda stressante, ajude-a durante esses dias loucos. Faça a lista de compras. Ofereça-se para cozinhar. Vá buscar as crianças à creche. Reagende a consulta do dentista das crianças para uma semana em que ela terá mais tempo livre. Em alguns casos a ansiedade é desencadeada por falta de sono. Se isso acontecer com a sua mulher, tente ajudá-la a dormir melhor. A chave é conhece-la ao máximo para conseguir ajuda-a (não é fazer tudo por ela).


Haverá momentos em que simplesmente não vai entender a ansiedade dela. Ela própria não consegue compreende-la. Vai ser frustrante, mas por favor, não grite com ela, não a menospreze. Em vez disso, ofereça-lhe um lugar seguro e fique ao lado dela. Mostre-lhe que se importa e esteja presente para ela.


A ansiedade pode ser humilhante e confusa para quem sofre dela. E ela não escolheu viver assim. Fazê-la sentir-se mal só vai aprofundar ainda mais o problema e gerar tensão no casal. O seu apoio vai certamente ajudá-la, mas ele nunca será um substituto de um médico. Se necessário, incentive-a a procurar um terapeuta. Ela pode precisar de tempo para analisar essa ideia. Portanto, seja paciente. Dê-lhe tempo para aceitar ajuda, da mesma maneira que você precisaria de tempo para aceitar o mesmo tipo de ajuda.


Isto não estava escrito nas vossas promessas de amor. Da mesma forma, que a ansiedade não foi algo que ela escolheu. A ansiedade não é uma escolha. A única escolha é saber como lidar com ela. Podem permitir que ela defina ou destrua o vosso relacionamento, ou podem escrever uma nova história, onde a ansiedade não é a personagem principal mas sim o vínculo entre duas pessoas.


Nota: este texto não foi escrito por mim. Foi adaptado por mim com base nas minhas pesquisas e leituras sobre o tema. O texto original pode ser visto aqui.


Foto credits: Google


Sem comentários

Enviar um comentário